terça-feira, 16 de março de 2010

A DANÇA DO PODER

Antes do 25 de Abril a cadeira do poder era disputada por poucos, porque eram cargos onde se ganhava pouco e não se acumulavam empregos …Nos tempos actuais a cadeira é disputada por muitos, porque ganha-se como nunca, acautelam-se futuros, fazendo muito pouco…Os políticos vão se empurrando uns aos outros, fazendo lembrar “o jogo da cadeira com vários candidatos”, em que todos andam à volta da cadeira e ao som de um apito, todos procuram o direito ao assento…Depois o jogo continua, com o povo a assistir, a pagar e a sofrer…

autor do texto e da imagem “ a arena está pronta para receber os dançarinos do poder…”

sábado, 6 de março de 2010

O ANO 2010

Estou a viajar à algum tempo na estrada 2010 e começo a ficar desapontado com a “paisagem” que vou vendo…No fim de 2009 tinha a esperança que o novo ano fosse diferente, mas tudo teima em manter-se na mesma. As pessoas andam ansiosas com os seus presentes e futuros, desafiando as leis da física conduzindo em cima do vizinho da frente, no universo das lides desportivas todos batem em todos, os jornais, as rádios e as televisões continuam a viver à custa dos dramas das pessoas, os ladrões brincam com os polícias e com o cidadão, os GESTORES POLÍTICOS não sabem como curar a “crise”… Depois de procurar diferenças na “paisagem” descobri apenas uma…O número 2010 é diferente do 2009…Com esta descoberta dá-me alguma esperança de encontrar mais diferenças positivas…


Autor do texto e da imagem “ a paisagem continua árida... ”

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

A CENSURA MUDOU DE NOME

Andam todos “distraídos” e ou contaminados pelo vírus da “ingenuidade”, a começar pelos políticos e acabar nos profissionais da comunicação social...Era bom que fosse obrigatório informar os ouvintes e leitores, que as noticias publicadas tiveram o aval dos CONSELHOS de REDAÇÃO e dos DIRECTORES de INFORMAÇÃO. Como os colaboradores que formam estes grupos de “pressão” são colocados de forma directa ou indirecta pelo poder, ficam naturalmente obrigados a zelar por interesses de quem os nomeou… No antigo regime as notícias eram censuradas (estava escrito: artigo visado pela comissão de censura), no actual regime a censura foi substituída pela conveniência…O RESPONSÁVEL pelo órgão de informação informa de forma silenciosa o jornalista, que as notícias inconvenientes não serão publicadas…Se este não acatar a “sugestão” ou é rico, ou é louco…

autor do texto “ a nossa Sagres não precisa de mudar de nome…”

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

OS ASSALTOS e a ESTATÍSTICA

O relato que se segue é real, exemplificativo de muitos outros casos e é a razão justificativa pela qual as vítimas não recorrem à Autoridade Policial. Um amigo meu de longa data, foi assaltado e dirigiu-se à esquadra onde apresentou queixa. Passados uns meses, foi notificado para comparecer na esquadra sob a ameaça de uma não comparência poder ser passível de um processo!... Estas deslocações “obrigatórias” foram-se repetindo, com os inerentes custos e no meio desta agitação foi novamente assaltado, ficando sem a carteira…Foi à esquadra e quando o agente lhe perguntou se pretendia apresentar queixa, o meu amigo lembrou-se dos prejuízos acumulados no passado recente e respondeu-lhe que não valia a pena, só pretendia uma credencial para justificar a ausência de documentos pessoais … O agente ficou satisfeito, a vítima e as autoridades policiais poupam em deslocações, o PODER fica com dados ESTATÍSTICOS mais agradáveis para os apresentar e claro o próprio ladrão...Pagamos para sermos protegidos e não o somos e é este o drama de quem tem que viver numa sociedade, mais próximo do “Terceiro Mundo” do que do Sul da Europa…

autor do texto e da imagem “ a presença de cães em cima do empilhador, confere uma justiça na hora com mais ou menos empenho dentário canino…”

sábado, 6 de fevereiro de 2010

OS LOUCOS DOS POLÍTICOS

Os analistas políticos e jornalistas tem referido que a questão orçamental para a Madeira, por ser “apenas” de alguns milhões de euros, não era razão para levantar muitos problemas relativos ao défice!?…Foi este tipo de mentalidade que conduziu o povo ao seu endividamento…É que a soma de muitos poucos dá em MUITO…Os parlamentares portugueses tem tido um comportamento dominado pelo fanatismo partidário, porque em vez de defenderem os interesses dos portugueses, tem tido como objectivo atacar o clube do governo seja qual for… É humilhante ouvir ontem a CNN noticiar com um ar de gozo, de como era possível que um parlamento de um país da Europa, que tem a obrigação de reduzir o monstro do seu défice, fosse aprovada uma lei para reforçar financeiramente a segunda região mais beneficiada de Portugal (a da Madeira)…Só num país com políticos loucos…

Autor (texto e imagem) “ mais um bando de camelos que temos a obrigação de alimentar ”

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

O INDIANA JONES PORTUGUÊS

O nosso “Indiana Jones” é militante e conselheiro partidário, é professor universitário, é Conselheiro de Estado, analista de política nacional e internacional, analista desportivo, analista de economia e finanças, analista de questões militares, cronista social, tem um programa na televisão do Estado, onde divulga e emite opinião sobre o conteúdo de uns 15 a 20 livros por semana!?…É mais uma figura pública com muitos privilégios, que dá a sensação de “transbordar” de sabedoria e de capacidades em todas as frentes, mas quando foi chamado para resolver dificuldades no seu partido, não teve nem arte nem engenho para o fazer…Lá diz o povo, quem muito fala, pouco acerta…

Autor do texto e da imagem “ Mais um iluminado da natureza ” 

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

A CONSTITUIÇÃO da REPÚBLICA

Com o 25 de Abril de 1974 houve a necessidade de elaborar uma nova Constituição para substituir a de 1933. Os constitucionalistas solicitados optaram por conferir à nova “Constituição da República” um documento com um número elevadíssimo de artigos e com uma marcante carga ideológica. Para poder enquadrar as leis nos artigos, foi necessário criar um “Tribunal Constitucional” e mesmo assim, dada a dificuldade, hoje é vulgar ouvir dizer-se publicamente, que proeminentes juristas tem em relação a uma determinada lei interpretações diferentes!...A Constituição dos Estados Unidos da América tem 7 artigos, a da Espanha 168 e a Portuguesa 300!…Com esta Constituição perderam os contribuintes, não só porque as leis tornaram-se morosas, mas também o custo para suportar toda esta máquina do Estado é muito elevado…A qualidade da classe política de um Estado é avaliada pela eficiência dos documentos oficiais que elabora e não pela sua complexidade, como é o caso desta Constituição…

Autor do texto e da imagem “ Esta Constituição da República é uma estrada com um excesso de curvas ”

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

O CARNAVAL dos POLÍTICOS

Apesar do País estar “muito doente”, o Carnaval político chegou cedo, com um ano de antecedência, já sabemos que o rei é Alegre, acompanhado do amigo, o patrão do Bloco. Ambos são moradores na margem esquerda e a diferença entre eles reside no facto de um ter uma mão cheia de reformas e o outro uma mão vazia, mas com vontade de a encher….O futuro do patrão do Bloco vai ser risonho, porque cultiva um discurso “musical”, onde vende bem o que vale muito pouco…À uns meses a TSF questionou o poeta de como era possível receber do Estado uma reforma extra de milhares de euros por ter ocupado, por poucos meses, o cargo na administração da Rádio Nascença? Este respondeu: “que já não se lembrava, mas que resultava da aplicação de uma Lei à data (PREC - período revolucionário) que atribuía ao administrador da Rádio Nascença essa regalia!?”… As super regalias foram e são cozinhadas pelos políticos profissionalizados na cozinha do Estado, para serem servidas às suas mesas, com o povo a pagar e a assistir…Entretanto o patrão do Bloco não teve tempo de apresentar o seu discurso de revolta contra à “reforma revolucionária” do amigo, porque tem andado muito ocupado a fazer discursos contra os ricos não políticos… Já se entende porque é que o poeta corre de forma tão antecipada e generosa…É porque está muito preocupado com a POBREZA do POVO…O povo que esteja atento daqui a um ano…


Autor do texto e da imagem “ luxos a que a quase totalidade da classe política profissionalizada está habituada e que tem sido paga por um povo, generoso e merecedor de mais respeito ”

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

A REALIDADE 35 ANOS DEPOIS

Com a revolução do 25 de Abril de 1974, a maior parte dos políticos procurou passar a mensagem ao povo de que íamos abandonar a pobreza e daí um natural entusiasmo e uma forte adesão à causa da revolução… Na televisão do Estado passou um anúncio em que um homem chegava a casa com uma televisão no tejadilho do carro. No dia seguinte o vizinho trazia duas televisões iguais…A inflação por essa altura rondava os 25% tendo atingido o seu pico máximo em 1984 com 29,30% (dados oficiais). O anterior Presidente da República, numa declaração pública disse que havia mais vida para além do défice!?...Foi uma frase dirigida ao povo, convidativa a um consumo descontrolado, que acabou por levar muita gente ao endividamento…O actual Presidente da República, disse publicamente que quando duas pessoas vão almoçar e no fim do almoço, o dono do restaurante diz que a conta está paga, alguém pagou…O Estado não tem sido um bom exemplo, porque à 30 anos tem vindo não só a receber da Europa triliões de triliões de euros, mas também perseguindo o contribuinte de forma feroz, obrigando-o inclusive a pagar por conta daquilo que ele ainda não sabe se vai receber e dando em troca muito pouco…No fim de toda esta recolha, apresenta sempre défices negativos nas suas contas...Passados 35 anos a realidade é: os pobres são 2 milhões (30% da população activa) e desempregados reais rondam os 650 mil...O responsável é a classe Política que devia ser julgada pelo “crime de incompetência” por ter conduzido 30% de um povo ansioso por melhores condições de vida, ao estado de uma extrema pobreza…


O autor do texto e da imagem “ uma das Oliveira mais idosas de um país que já foi dos maiores produtores e exportadores de azeite do planeta…E que hoje sobrevive à custa de subsídios”

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

OS AMERICANOS e os OUTROS

Os Americanos são sempre chamados e quase sempre muito hostilizados... Um povo que está sempre na linha da frente quando existem dificuldades. Foi na 2ª guerra mundial, no combate a um terrorismo de ameaça global, nos Balcãs (quem não se lembra) onde as pessoas indefesas eram baleadas nos lugares públicos, no apoio a catástrofes como a do Haiti…E tem sido considerado como uma nação hostil por muita gente!?...Qual é o país onde um presidente em exercício convoca os seus antecessores e rivais para se juntarem numa campanha em prol do drama dos Haitianos…Só nos Estados Unidos da América…


autor do texto e da imagem “ a disponibilidade generosa do povo Americano tem sido a mesma que a de um Sol que repousa depois de um dia difícil...”

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

A CRISE e a SOLUÇÃO

A evidência dos factos prova que a qualidade técnica dos políticos é mesmo muito débil. Eles tem em mãos à demasiado tempo, uma “crise em estado de coma “ e o que nós podemos assistir, são apenas ideias atiradas para o ar…Onde uns dizem que a solução é mais investimento público, outros dizem que não e os restantes não sabem…Os políticos não tem soluções claras e sustentáveis, porque quem não tem, a mais não é obrigado a dar…


autor do texto e da imagem “ um deserto de ideias e de soluções…” 

sábado, 9 de janeiro de 2010

A SOLIDÃO e os AMIGOS

A solidão é uma estrada que nos pode levar ao precipício…Os amigos sabem indicar caminhos com destinos diferentes…Eles são poucos, mas existem…


autor do texto e da imagem “ uma mesa na Casa de Pousada em Castelo de Paiva, onde os amigos podem ajudar a encontrar caminhos mais seguros...”

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

A CRIANÇA e os SEUS DIREITOS

Como um filho nunca é tido nem achado no acto do seu nascimento, tem por esta razão direitos acrescidos e tem que ser garantidos a qualquer custo…O casamento entre pessoas do mesmo sexo é um direito que lhes assiste e não tem por ser sufragado, mas o direito à adopção de crianças por esta união, terá que ficar subordinado ao direito da própria criança…Uma criança para o seu desenvolvimento equilibrado tem de ter como referência a união de um homem e uma mulher, caso contrário poderá sofrer danos na estrutura do seu desenvolvimento e poderá vir a engrossar o número de pessoas com dificuldades emocionais…A criança tem de ser educada para ser um adulto útil à sociedade…A Natureza por vezes pode andar “a descansar”, mas quando acorda é implacável…


autor do texto e da imagem “ vitral do Palace Hotel do Bussaco ”

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

O INSUCESSO ESCOLAR

No futebol quando um clube perde, a sua sociedade desportiva tem a tendência de transferir a responsabilidade dos que falham e sofrem golos para o seu treinador, que assiste impotente às falhas dos seus jogadores… Deslocando esta realidade para o universo do ensino verificamos também, em muitos dos casos, a mesma tendência… A sociedade ao desresponsabilizar um aluno, que não se aplica o suficiente, está de certa forma a fragilizá-lo. Mais tarde, ele irá ser confrontado com outros nos mercados comunitários do trabalho e nesse momento irá entender, não só o que lhe correu mal na sua formação mas também o prejuízo que daí resultou…



autor do texto e da imagem “ a sustentação de todo o arco granítico, só é possível pela forma como cada bloco foi trabalhado e em especial os do topo.”

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

AS MÁGOAS

Quando somos generosos e recebemos de retorno um mar de indiferença, as nossas almas poderão ser abaladas por um sentimento de tristeza acompanhado por uma dor pesada e silenciosa…Para enfraquecer algumas das mágoas só uma dádiva da natureza…



autor do texto e da imagem “ alguns recantos de jardins fazem-nos esquecer por momentos algumas amarguras da vida”

AS LETRAS

Por vezes num dado momento da nossa vida, podemos ter a tentação de soprar para um monte de letras...Um de dois cenários pode ocorrer, ou as letras ficam alinhadas ou desalinhadas…A diferença entre estas duas formas é um texto que nos orienta, ou um conjunto de letras que nos desorienta…



autor do texto e da imagem “ a imagem seduz a presença de um texto em prosa e ou em poesia”