terça-feira, 16 de março de 2010

A DANÇA DO PODER

Antes do 25 de Abril a cadeira do poder era disputada por poucos, porque eram cargos onde se ganhava pouco e não se acumulavam empregos …Nos tempos actuais a cadeira é disputada por muitos, porque ganha-se como nunca, acautelam-se futuros, fazendo muito pouco…Os políticos vão se empurrando uns aos outros, fazendo lembrar “o jogo da cadeira com vários candidatos”, em que todos andam à volta da cadeira e ao som de um apito, todos procuram o direito ao assento…Depois o jogo continua, com o povo a assistir, a pagar e a sofrer…

autor do texto e da imagem “ a arena está pronta para receber os dançarinos do poder…”

sábado, 6 de março de 2010

O ANO 2010

Estou a viajar à algum tempo na estrada 2010 e começo a ficar desapontado com a “paisagem” que vou vendo…No fim de 2009 tinha a esperança que o novo ano fosse diferente, mas tudo teima em manter-se na mesma. As pessoas andam ansiosas com os seus presentes e futuros, desafiando as leis da física conduzindo em cima do vizinho da frente, no universo das lides desportivas todos batem em todos, os jornais, as rádios e as televisões continuam a viver à custa dos dramas das pessoas, os ladrões brincam com os polícias e com o cidadão, os GESTORES POLÍTICOS não sabem como curar a “crise”… Depois de procurar diferenças na “paisagem” descobri apenas uma…O número 2010 é diferente do 2009…Com esta descoberta dá-me alguma esperança de encontrar mais diferenças positivas…


Autor do texto e da imagem “ a paisagem continua árida... ”

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

A CENSURA MUDOU DE NOME

Andam todos “distraídos” e ou contaminados pelo vírus da “ingenuidade”, a começar pelos políticos e acabar nos profissionais da comunicação social...Era bom que fosse obrigatório informar os ouvintes e leitores, que as noticias publicadas tiveram o aval dos CONSELHOS de REDAÇÃO e dos DIRECTORES de INFORMAÇÃO. Como os colaboradores que formam estes grupos de “pressão” são colocados de forma directa ou indirecta pelo poder, ficam naturalmente obrigados a zelar por interesses de quem os nomeou… No antigo regime as notícias eram censuradas (estava escrito: artigo visado pela comissão de censura), no actual regime a censura foi substituída pela conveniência…O RESPONSÁVEL pelo órgão de informação informa de forma silenciosa o jornalista, que as notícias inconvenientes não serão publicadas…Se este não acatar a “sugestão” ou é rico, ou é louco…

autor do texto “ a nossa Sagres não precisa de mudar de nome…”

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

OS ASSALTOS e a ESTATÍSTICA

O relato que se segue é real, exemplificativo de muitos outros casos e é a razão justificativa pela qual as vítimas não recorrem à Autoridade Policial. Um amigo meu de longa data, foi assaltado e dirigiu-se à esquadra onde apresentou queixa. Passados uns meses, foi notificado para comparecer na esquadra sob a ameaça de uma não comparência poder ser passível de um processo!... Estas deslocações “obrigatórias” foram-se repetindo, com os inerentes custos e no meio desta agitação foi novamente assaltado, ficando sem a carteira…Foi à esquadra e quando o agente lhe perguntou se pretendia apresentar queixa, o meu amigo lembrou-se dos prejuízos acumulados no passado recente e respondeu-lhe que não valia a pena, só pretendia uma credencial para justificar a ausência de documentos pessoais … O agente ficou satisfeito, a vítima e as autoridades policiais poupam em deslocações, o PODER fica com dados ESTATÍSTICOS mais agradáveis para os apresentar e claro o próprio ladrão...Pagamos para sermos protegidos e não o somos e é este o drama de quem tem que viver numa sociedade, mais próximo do “Terceiro Mundo” do que do Sul da Europa…

autor do texto e da imagem “ a presença de cães em cima do empilhador, confere uma justiça na hora com mais ou menos empenho dentário canino…”